Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘O Aprendiz’ Category

>> Para aqueles universitários que adoram O Aprendiz e sempre se imaginaram fazendo as tarefas do programa, podem começar a se preparar! A partir dessa sexta começam as inscrições pra participar do reality apresentado pelo Roberto Justus que irá até o dia 31/12. Pra tentar uma chance no programa é só entrar no site oficial da Record, ser maior de idade, e estar estudando qualquer curso superior e instituição de ensino brasileira. O vencedor terá uma vaga em uma das empresas de Justus e um prêmio de R$ 1 milhão.

>> Parece que Mariana Velho, a vencedora do Brazil’s Next Top Model, tem algumas coisas a dizer sobre a sua participação no programa. Eu poderia citar um trecho ou outro, mas a entrevista que ela deu é imperdível, do primeiro ao último parágrafo. Me soou bastante comodista e mimada quando reclamou de algumas cláusulas no contrato da Ford e, principalmente, quando citou que o programa deveria ter “mostrado os seus pontos positivos”. O que me surpreende muito, visto que ela era só elogiada semana após semana.

>> Completando a roda de notícias sobre BrNTM, quem quiser rever a primeira temporada em clima de nostalgia basta clicar aqui que você verá a temporada completa via You Tube. Mas se você estiver mais interessado em saber notícias e furos do próximo ciclo, basta me avisar! Já sei o top 13, ou seja, as garotas que foram selecionadas pra entrar na casa, e a primeira eliminação. Quem quiser saber, basta deixar um comentário aqui embaixo pedindo, que eu respondo via e-mail, ok?

Anúncios

Read Full Post »

Nesses últimos dias, a tv não parou quieta: praticamente todas as séries da Sony chegaram ao seu final, junto com o reality show da Record, fechando com chave de ouro os seriados do AXN. Mas como eu não vejo CSI, não vou comentar nada. Aliás, depende! Se tiver muitos fãs de CSI que lêem o blog, podem manifestar-se nos comentários, senão é capaz do programa passar em branco por aqui.

Comecemos com o primeiro a chegar nas telinhas, Grey’s Anatomy. Se essa foi uma temporada bastante irregular para o programa (ainda que melhor que a fraca temporada passada), esse final de temporada parece ter sido feito aos moldes dos episódios passados. Duas horas de ótima interação entre os personagens, com ótimas atuações e histórias. Incrível como tudo ocorreu bem e de acordo com o que a série já foi um dia! Tá certo que tivemos um casazilnho piegas, mas pelo menos a história de ambos serviu para criar uma complicação com a triagem (que já estava demorando para ser finalizada, após tantas mortes).

Fazendo um balanço geral dessa temporada posso citar logo de cara o acerto que foi a inclusão da Lexie Grey, uma adorável personagem, e a saída do desgastante Dr. Burke. Dra. Hahn meio que estragou, pois Cristina ficou insuportável por vários episódios seguidos, mas agora que foi beijada pela Dra. Torres deve ter um aproveitamento melhor.

Dois dias depois finalmente pudemos assistir o final do primeiro ano de Ugly Betty. Um episódio que por pouco não era percebido como um season finale. Tivemos a mesma coisa que os capítulos anteriores: Amanda roubando cena, Betty dando bronca no Daniel Meade, Wilhelmina dando uma de bitch… Aliás, vamos abrir um parênteses para esse casamento dela, pois nunca vi algo tão forçado numa série. Só porque ela foi supostamente espancada pela mulher, isso é sinal de divórcio e de que ela é a mulher certa pra ele? Se fosse só o divórcio, seria mais aceitável pelo menos.

Os minutos finais, porém, foram o suficiente pra fazer o episódio valer a pena. Amanda é filha da Fey Sommers? Quer dizer então que ela poderá tomar o poder de toda a Mode? Vai ser ótimo! O ruim foi ver o quase-marido de Hilda ser baleado. Será que morreu? Bons ganchos para o próximo ano.

Dia seguinte nós ficamos sabendo o vencedor da quinta edição de O Aprendiz. Foi um episódio bem fraco, principalmente porque sempre tem um candidato que você torce para que vença, mas no final dessa temporada eu pouco me importava em quem fosse vencer. Henrique já estava com uma imagem muito desgastada após tantos encontros na sala de reunião, enquanto que o Clodoaldo simplesmente não tinha carisma nenhum. Foi a final mais chocha para a temporada mais chocha do reality. O único ponto positivo foi o anúncio do próximo ano, O Aprendiz – Universitário, que teve a melhor idéia ever. Será que se me inscrever, eu entro?

E ontem chegou o final de Lost. Final bombante para uma temporada impecável com apenas um episódio abaixo do nível de aceitável (o do Jack), mas com um outro que entra para o rol de melhores capítulos da série, o do Ben. Como já havia mencionado anteriormente, esse episódio trouxe muitas outras dúvidas (como o que aconteceu ao povo que estava dentro da ilha que sumiu? qual é o negócio entre Sr. Widmore e Sun?), mas deu o nó em vários aspectos da série, como a fuga deles na ilha. Interessante ver como a sinopse da série, luta pela sobrevivência numa ilha misteriosa, foi se modificando e tornando a intrincada história que é hoje. Palmas para J. J. Abrams, Damon Lindelof e sua equipe de roteiristas!

Read Full Post »

Após uma tarefa desestimulante, em que os participantes deveriam criar uma estratégia de comunicação atrelada a um plano de criação e ajuste de banco de dados, que ficamos sabendo da desistência do Hugo de se tornar o próximo aprendiz do Roberto Justus. E em vez de gerar uma certa surpresa e curiosidade do público em acompanhar o programa, o efeito foi justamente o contrário: será que vai faltar muito pra acabar?

Essa temporada de O Aprendiz, em especial, têm sido bastante decepcionante. Comecemos com a fraca seleção de participantes. Não estou questionando a capacidade deles (mesmo porque sempre foi comum ter alguns participantes medíocres), mas sim a personalidade e postura. Nunca houve tantos participantes apáticos numa edição como essa! E apáticos não só no sentido de não se expressar polemicamente, mas também de não ser contagiado com o clima de competitividade do programa. Semana após semana, nós vemos os participantes estarem apenas cumprindo tabela na hora de realização das tarefas, sem a preocupação de, realmente, dar o melhor de si.

Também pesa um pouco a questão da torcida, pois já estou tão acostumado em ter meus favoritos eliminados que quase não me empolgo com o programa. Fernanda foi embora tão cedo, que quase não rendeu. Adriana infelizmente sentiu saudades do filho. Sandra se exalta e contradiz tudo o que disse a respeito da grosseria e passionalidade do Henrique, o que a leva a iminente eliminação. Até mesmo o Henrique já surge com uma imagem bastante desgastada.

As tarefas também foram uma decepção: podemos citas as lamentáveis tarefa do BOPE, uma tentativa ridícula de chamar audiência, e o quiz da SKY, a prova de como o merchandising pode ultrapassar os limites do aceitável e interferir no padrão de qualidade de um programa.

Depois de temporadas tão boas, esse quinto ano do Aprendiz parece estar gritando por novidades. Esse problema, no entanto, parece já estar sendo resolvido por Justus: “Não quero mais sócios e funcionários. Já temos algumas idéias, vamos pensar em outro formato para o programa”. Alguém tem alguma sugestão?

Read Full Post »

Que tarefa mais sem vergonha a dessa semana, hein? Revitalização de um edifício? Sou o único ou alguém mais acha que esse desafio não tem nada a ver com o mercado publicitário que o Justus atua? Importando ou não, essa foi uma importante tarefa para os participantes da Foccos, pois garantiu a permanência do único membro da Masters original, o Hugo (que trocou de time, após pedido de Justus para que as meninas escolhessem alguém para sair).

Quando já estava me acostumando com a Adriana, ela acabou sendo demitida, ou melhor, se demitindo. Muito me admira alguém chegar até esse ponto, deixar tanta gente para trás e desistir no meio do curso. Mas como não sou pai, posso ter uma opinião um pouco distante da realidade.

Lembram que disse que gostava do Henrique? Agora gosto da Sandra também. Gostei da atitude forte e decisiva dela. É alguém muito mais confiante de se contratar do que os outros participantes. Porque, venhamos e convenhamos, eu não vejo mais ninguém com perfil de vencedor do que ela e o Henrique…

Read Full Post »

A Record falou tanto sobre Mutantes – Caminhos do Coração que esqueceu de falar do novo horário de O Aprendiz. Ontem liguei a tv às 11:20, horário que a competição geralmente começa, e me deparei com a equipe Masters curtindo a sua recompensa por ter vencido a tarefa da semana. Ou seja, assisti a sala de reunião sem nem ter visto o desempenho dos grupos…

Nessas horas uma reprise bem que viria a calhar, não?

Read Full Post »

O episódio começou com Justus pedindo aos líderes da tarefa dessa semana para que escolhessem duas novas equipes, que continuariam a se chamar Masters e Foccos. As equipes tiveram suas similaridades: os participantes homens de uma equipe ficaram com as participantes de outro e vice-versa: Henrique e Hugo se juntaram a Adriana, Sandra e Maura, formando a nova Masters, enquanto que Daniel, Clodoaldo e Danilo somaram forças com Paula e Andreia, criando a nova Foccos. Não gosto muito quando fazem essas novas formações, mas era necessário para a Masters (principalmente para a permanência do meu favorito, Henrique, que se tivesse mais uma discussão com as meninas do grupo original, seria demitido).

A tarefa foi um pouco mais simples. Baseava-se em vender e demonstrar o novo produto da Elma Chips e inventar alguns brindes que pudessem ser agregados a ele. Aquele grupo que tivesse o melhor resultado, seria vencedor. No final, a nova Foccos vendeu mais unidade, mas foi a Masters que venceu, por ter tido um melhor resultado financeiro (eles venderam o salgado por quase 20 centavos a mais que a outra equipe). O episódio já estava tão monótono até então, que foi uma surpresa a sala de reunião ter sido tão agressiva. Mas logo com algumas explicações de Justus, já saberíamos o porquê desse posicionamento do apresentador: como eles puderam ter colocado os salgados nos stands daquela forma? Tudo estava jogado, caindo… Ainda ficaram sentados no chão, como a própria Andreia admitiu. Erros muito primários. A participante, além de confessar que deveria ser chamada para retornar à sala de reunião, ainda afirmou que não estava pronta para ser sócia do Justus. O que foi fatal para a sua eliminação.

No fim foi um episódo mediano. O que me chamou a atenção mesmo foi a observação do conselheiro ao dizer que “Daniel Stephens era apático”. Essa colocação abriu meus olhos: essa seleção deve ter sido uma das mais fracas do reality. Não pela capacidade dos concorrentes, mas pela personalidade. A grande maioria dos aprendizes são apagados, Lenny, Daniel, Nicollini, Ricardo, Rodrigo, Maura… E ainda querem tirar o Henrique da competição!

Read Full Post »

Eu já tinha ficado indignado com o Justus semana passada por ter eliminado a Fernanda, a participante que mais torcia no programa. O fato não foi nem ele ter demitido, mas sim a justificativa: liderança democrática? E desde quando isso é necessário para explicar uma demissão? Irritou ainda mais a crítica deles quanto ao fato dela ter deixado o posto de atendimento para ir dirigir o carro. Se uma tava doente, a outra não sabia dirigir e o outro tinha a licença cassada, ela ia fazr o quê? Sentar e falar “te vira, amigo”? Tenho certeza que se ela não tivesse saído de lá, eles também a criticariam. A eliminação mais injusta do programa até agora.

Mas não é sobre esse episódio que vou comentar, e sim sobre esse em que o Ricardo foi finalmente eliminado. Já não era tarde! Todos já tinham percebido que ele não agregava muito ao time e, principalmente, não tinha opinião. E tudo o que a Masters menos precisa é de gente incompetente. O Henrique, meu atual candidato a vencedor, é um dos que mais oferece ajuda na equipe, mas tem um péssimo convívio social com os outros membros do grupo (e se não melhorar isso, será questão de tempo para ir embora).

Aliás, já achei injusta a equipe ter ido para a sala de reunião. Com a exceção do vídeo feito pela Masters que, nas sábias palavras da Patrícia, era de fato brega e forçado, todos os outros materias publicitários feitos pela equipe eram melhor. O teaser, as propagandas impressas, o stand, o merchandising em PDV: tudo seguia uma única visão e era mais padronizado do que a da Foccos, que tinha todo o seu material publicitário diferente (a propaganda impressa seguia uma estética, o stand outra, a propaganda da web outra, e assim por diante). Além da apresentação da Masters também ter sido melhor (só porque o Ricardo não se apresentou como líder da tarefa não implica que a apresentação deles tenha sido pior), a reclamação do Justus foi inacreditável: ele realmente não gostou do fato da mulher ter perdoado o atraso do cara, pelo fato dele ter um sapato limpo? Qual é o problema? A propaganda está agregando um valor ao produto, o fato de que as pessoar vão perdoar seus erros se você usar o produto. Poderia até reclamar do final, que é piegas demais aquele anel e o pedido de casamento que não tinha a ver com o produto, mas reclamar disso? E a outra equipe que mostrou o personagem que não usa o produto (vivenciado pelo Clodoaldo) fazendo uma cara de repreensão após ganhar o produto? Isso é muito pior, pois prova que ele só vai usar, porque ele é um perdedor. Algum consumidor quer realmente ser chamado de perdedor, fracassado?

Essa decisão do Justus só não foi pior, porque o eliminado realmente já deveria ter saído. Vejamos se essa semana a equipe Masters vai perderde novo, ou se eles conseguem se reerguer.

Read Full Post »

Older Posts »