Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Momento: Vem cá’ Category

Uma das coisas que sempre gostei quando assistia um novo programa era ver a sua abertura. Desde a estréia de uma nova série ou o primeiro capítulo de uma novela, sempre fiquei curioso para ver como os produtores escolheram o melhor meio para explicar rapidamente sobre a sua série, expôr o clima dela, que assuntos ela vai abordar, em poucos segundos. Só que ultimamente esses segundos tem diminuido cada vez mais. Já repararam que dos programas que estão no ar, muitos tiveram a sua abertura reduzida? E os novos estão sendo criados com introduções rapidíssimas, na média de quatro segundos.


Mas qual é a razão disso tudo? Não tenho certeza, mas pode ser aquela vontade de não “perder tempo” do programa com a abertura. Sinceramente? Eu pouco me importo em perder 30 segundos da série para ver a abertura. Será que não podem reservar menos de um minuto da série para os créditos iniciais?


 Vejamos Pushing Daisies, cuja introdução é um gramado onde nascem flores contornando o logotipo da série. Em Dirty Sexy Money, uma luz percorre o título do programa com uma paisagem urbana no fundo. Uma lua divide as palavras da série MoonlightGossip Girl é embalado pela narração da Kristen Bell. E isso não é de agora! Ano passado, o eclipse de Heroes fez bastante sucesso, assim como a Tv fora do ar em Jericho, juntamente com a simplérrima abertura de Brothers and Sisters (inclusive, a ABC é a maior assassina de aberturas, já que todos os programas que exibe possui introduções curtíssimas e os que tinham em maior duração, como Grey’s Anatomy e Desperate Housewives, foram alterados).


É claro que essas aberturas reduzidas funcionam em alguns casos e de repente é o melhor jeito de introduzir o espectador para a série (como o misterioso letreiro de Lost que surge de um fundo preto). Mas será que ninguém mais se empolga com carros vigiando cidades, como acontecia com Família Soprano?

E as diversas etapas das análises criminologistas de CSI?



Que tal as fotos da detetive mirim Veronica Mars? Nenhuma série se inspirou com a abertura da menina prodígio?



As tragédias e problemas juvenis de Malcolm também parecem não ter vez na TV atualmente…



Enfim, acho que expliquei o que queria dizer. Esse post acabou virando uma ode às aberturas passadas (embora eu tenha tirado algumas outras que ia citar aqui), mas o que queria deixar bem claro é esse minha raiva contra essa nova decisão que se alastra rapidamente…


Não concorda?

Anúncios

Read Full Post »

Uma das melhores coisas da Sony são justamente as suas propagandas, pois são a partir dela que o clima da emissora é percebido: desde àquelas chamadas dos spin-offs de Ugly Betty (Latina’s Anatomy ou Latino’s Eye For The Gay Guy) ou a impagável cena da Melinda de Ghost Whisperer como um Pac-Man.

Mas o que não dá para entender é a atual propaganda de Rules of Engagement em que se diz que “os comentários das mulheres deixarão os homens sem reação”. O que ocorre, na verdade, é justamente o contrário! As mulheres fazem comentário e são os homens que as deixam são reação. Como por exemplo o marido dizendo que ele e a esposa precisam fazer sexo, ao passo que ela diz “já fizemos esse mês”. Em vez da propaganda terminar aí ela continua com ele afirmando que “esse sexo foi antes da 0h do dia 31, ou seja, ele entra na conta do mês passado”. E aí acaba. Cadê a última palavra das mulheres? Cadê os homens sem reação?

Esse deve ter sido meu post mais inútil, mas como faz alguns dias que não atualizo o blog (perdão, mas tive que estudar para provas essa semana), acho que fica valendo…

Read Full Post »

 noticia-afterworld.jpg

Antes eu até gostava, porque se eu esquecesse de ver Damages, eu pegava sem muito atraso (e as vezes dava até tempo de preparar um lanchinho), mas alguém pode me explicar qual é a daquele curta chamado Afterworld? Como o programa da Glenn Close é o único programa do AXN que assisto seguido de um outro do mesmo canal, não sei se acontece o mesmo em todo o prime time.

Mas certamente é de se indagar o porque disso tudo. Quer dizer, uma animação de três minutos sobre um cara perdido num mundo pós apocalíptico? De mistério, já basta Lost (inclusive o dublador é o mesmo que dubla o Jack). Sem contar que o gráfico mais parece um second life preguiçoso: os personagens não se mexem e a ação é contada por meios de passagem de quadros, como um storyboard…

Read Full Post »

Estava eu aqui assistindo a Fox, e parei pra pensar que se não fosse a dublagem, a Fox seria O canal de comédias:

Arrested Development (que era do FX), uma comédia genial, Malcolm In The Middle, hilária, e Grounded For Life, aka a melhor comédia desde Friends. Sério, não estou exagerando. E até podemos incluir Boston Legal nesse balaio, que pra mim é mais comédia do que drama. Além de Simpsons, que já é um clássico.

Isso porque The Office, My Name Is Earl, American Dad e Uma Família da Pesada estão no FX. Eles podem ter decisões loucas como dublar tudo, mas que eles sabem reconhecer uma boa comédia isso ninguém pode negar!

PS- Ainda não assisti os novos episódios de Lost pelo simples fato de meu computador ter queimado a fonte, e esse que eu uso não dá para baixar. Mas assim que assistir eu comento aqui, certo?

Read Full Post »

Eis que terça-feira vou conferir se The Daily Show With Jon Stewart ainda estava passando na Sony, já que o programa é hilário e traz muita informação sobre a política americana. Mudo para o canal e vejo que eles incluíram “The It Crowd” no lugar.

Até aí tudo bem, já que a Sony já havia feito comerciais dizendo que The Daily Show iria sair da programação por causa da greve dos roteiristas (e The It Crowd é uma sitcom bem engraçadinha). O problema é que o episódio da série que estava sendo exibido era da segunda temporada da série britânica.

Agora me digam, por quê a Sony usa programação inédita como tapa-buraco sem nem ao menos fazer uma propaganda avisando?

Read Full Post »

Ontem o cansaço falou mais alto e acabei perdendo o episódio de Weeds. Qual não foi a minha surpresa ao procurar na programação do canal do GNT e verificar que o programa não tem nenhuma mísera reprise.

Agora vem cá, tá certo que essa temporada está sendo reexibida, mas o que é que custa arranjar um horário para reprise? Já não basta passá-la às 11:30 da noite?

Read Full Post »

Acabou de passar uma cena da novela Caminhos do Coração em que personagem do Claudio Heinrich, que vive um gay na novela, se prepara para pular na piscina ao som de Robocop Gay.

Sério, era para rir?

Read Full Post »

Older Posts »