Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \30\UTC 2007

Parece que as duas perguntas que fiz no post anterior de Project Runway estavam relacionadas. Jeffrey não só conseguiu desfilar no Olympus Fashion Week, como também venceu a terceira temporada do reality. Não achei uma vitória justa, já que havia várias peças da coleção dele que eu não gostei. Preferia que a vitória fosse da Uli: a coleção dela foi melhor e ainda fez roupas muito bonitas com o decorrer da competição (além de não ter ficado entre os dois últimos nenhuma vez, se não me engano). Analisemos a coleção de cada um:

JEFFREY

Surpreendi-me com a Heidi dizendo que a coleção foi coesa: achei que aqueles dois vestidos azuis (foto – direita) não tinham nada a ver com o resto da coleção. Além disso, não acho que as roupas representaram o estilo dele, estavam muito românticas. Tá certo que na última semana da competição ele havia dito que esse era um dos seus estilos, mas nunca o vi fazendo algo parecido. A única peça que realmente gostei foi a usada para fechar o desfile (foto – esquerda), cujo detalhe dos zíperes foi um destaque à parte. Algumas das peças românticas também foram bem feitas (foto – centro), mas não representam o estilo dele, como eu já disse.

ULI

A coleção da participante que acabou em segundo lugar representou bem o estilo tropical e leve da estilista, mas mostrando algumas alterações: o uso de estampas lisas e peças nada esvoaçantes (foto – centro). É incrível os detalhes que a estilista teve na confecção das roupas. Muitas tinham um osso representando o tema “Safári”. Gostaria de ter visto um pouco mais de cores, mas no final acabou sendo uma ótima coleção, tanto pela variedade de peças, como o biquíni-vestido (foto – direita), quanto pelo seu estilo próprio (foto – esquerda).

LAURA

A terceira colocada também fez uma boa coleção. Na verdade, foi a melhor coleção dentre as apresentadas. Todas as roupas eram muito bonitas e pareciam ser caríssimas, mas não foram capazes de provar a versatilidade da estilista que passou a competição toda fazendo vestidos de noite. A mãe de família bem que tentou trazer alguns elementos para mostrar mais inovação, como o vestido de renda cobrindo o pescoço (foto – direita), já que seus tradicionais vestidos sem gola já tinham sido muito criticado pelos júris, mas no geral não saiu muito do estilo da Laura. Resumindo, a coleção foi elegante (foto – esquerda) e sofisticada (foto – centro), mas não teve inovação nenhuma.

MICHAEL

Michael foi quem mais seguiu o tema, mas acabou sendo a grande decepção da noite. O tema “street safari” somado com uma inspiração anos 70 acabou deixando a coleção muito exagerada, ou como diria Michael Kors para a roupa de encerramento do desfile (foto – esquerda): “there was too much going on”. Muitas peças pareciam idênticas, como os vestidos verde e laranja (foto – centro) e outras eram bonitas (foto – direita), mas no todo a coleção foi um desastre. O que foi uma total surpresa, pois Michael era um bom estilista, mas como Heidi disse, ele precisa de tempo para amadurecer como profissional.

Para concluir, eu achei o episódio final um pouco injusto, mas é claro que é a opinião de um leigo. Mas para um programa que já deu vitória a Chloe e Jay (embora preferisse Kara Saunn), essa temporada foi um pouco fraca, não acham?

Read Full Post »

Acho que nenhuma série vai me causar sensações tão diferentes como Brothers and Sisters. Vocês já devem estar cansados de me ouvir falando sobre o que achei dos episódios passados e blá-blá-blá, mas no episódio dessa semana ela me fez rir (quando Sarah falando que Kevin é um clichê) e me emocionar (quando Kitty faz um discurso para todos sobre ter posto em risco a sua integridade jornalística e admitindo que a guerra foi e ainda é um erro).

Mas ao mesmo tempo em que ela apresenta cenas tão boas quanto essas, a série consegue ser muito brega: o que foi aquela dança da Sarah dentro do bar dos milicos? Vergonha alheia total! Sem mencionar a narração em off do pai falando sobre os seus erros intercalada com cenas felizes da família. Piegas, piegas, piegas…

Mas esse é o estilo da série. E não importa o que aconteça, eu continuo adorando todos os membros da família Walker.

[percebam que eu já me contaminei com a pieguice da série 😉 ]

Read Full Post »

– Finalmente a Lana foi embora do Brazil’s Next Top Model! Deu uma pena de ver a Erika Palomino e a Fernanda Mota tirando sarro da forma com que a modelo fala, mas a eliminação foi justa. Recebi uma lista divulgando uma possível ordem de eliminação do programa. Como tem gente que foge de spoilers desesperadamente, me deixem um comentário que eu mando por e-mail ou publico aqui mesmo caso necessário.

– Os meu amigos Daniel (do Séries no Pc), Eric e Michel (Séries Maníacos) fizeram seu primeiro podcast. Ainda não ouviu? Heresia! Não perca tempo e clique aqui para saber como ouvi-lo.

– Ainda não engoli a protagonista de Ugly Betty. Ninguém é tão certinha daquele jeito! Não é possível que a menina seja tão ingênua assim e não consiga ficar quieta sabendo que pode perder o emprego. Espero que ela deixe de ser tão chata assim…

– Hélio Castroneves venceu o Dancing With The Stars, a dança dos famosos americana. Nem acompanho esse reality, mas é sempre bom ver os brasileiros ganhando qualquer coisa! 😉

– Falando em final de reality shows, o season finale de Project Runway é amanhã. Será que Jeffrey desfila a sua coleção? Quem será que vai vencer? Respostas amanhã.

Read Full Post »

Telinha ou telona?

Ontem fui assistir alguns filmes sobre a integridade jornalística para um trabalho da faculdade e qual não foi a minha surpresa ao encontrar vários atores do mundo das séries… Estava assistindo “O Preço de Uma Verdade” (muito bom diga-se de passagem) e conferi a participação do Melanie Lynskey, a vizinha pseudo-neurótica de Two and a Half Men. Uma participação um pouco tímida, mas até que teve seus bons momentos. Outro filme que assisti foi “15 Minutos” que teve a presença de Kelsey Grammer (foto), o eterno Frasier, Melina Kanakaredes, de CSI: NY, e Kim Cattrall, de Sex and the City.

Vê-los fazendo filmes, me veio uma dúvida: será que é melhor fazer séries ou longas? Eu teria mais preocupação com a qualidade dos textos do que o veículo, mas é muito comum ver os artistas depreciando a carreira televisiva (como a Eva Longoria de Desperate Housewives vem cuspindo no prato que come, dizendo que quer sair de DH e ir fazer filmes).

O que vocês acham?

Read Full Post »

Estava aqui decidindo qual vídeo eu poderia divulgar essa semana para vocês e acabei não encontrando nenhum que pudesse simbolizar algum fato que ocorreu semana passada, mas lembrei dessa música aqui.

Já não é de agora que a Sony transmite alguns clipes no meio dos seus comerciais. Geralmente, boas músicas sempre marcam presença (como a ótima “Flowers” da Emilie Simon), mas eis que surge “Perfecta” da banda “Miranda!”.

O clipe é assumidamente trash. Tem cantor se fazendo de vesgo, a vocalista tenta tirar um pedaço de pão da boca com a língua, maquiagem forçada com direito a verrugas, figurino brega… Tudo no clipe é completamente kitsch! Na primeira vez que vi, achei extremamente ridículo, mas passei a achá-lo engraçado e a música não sai mais da cabeça.

É para assistir sem julgamentos, ok?

Read Full Post »

Fã de ANTM?

Você adora America’s Next Top Model e tem vontade de rever aquele ciclo que você adorou? É fã de uma das participantes e quer relembrar como foi vê-la participar da competição? Ou simplesmente perdeu uma das temporadas do programa?

Pois pode parar de se lamentar, porque um genial usuário do You Tube disponibilizou TODOS os anos do reality show. Isso mesmo! Do ciclo 1 até o 9, todos estão no You Tube. De quebra você pode conferir outros derivados do reality como o Canada’s Next Top Model e o Britain’s Next Top Model. Para visitar o perfil dele, basta clicar aqui!

Só não é legendado, mas nem tudo é perfeito, não é mesmo?

Read Full Post »

Parece que minha relação com Brothers & Sisters vive de altos e baixos. Primeiro, eu me apaixonei pela série depois do ótimo primeiro episódio, mas aí veio o segundo, o terceiro, o quarto e eu simplesmente abandonei a série. Eis que eu resolvo dar mais uma chance para o seriado e assisto o sétimo capítulo. Gostei tanto que baixei o quinto e o sexto episódio (aqueles que eu havia perdido). Pra completar isso tudo, assisti o oitavo episódio. Simplesmente brilhante!

Comecei a prestar mais atenção nos personagens e achei interessante que todos possuem imperfeições. Acho legal que a Nora sempre queira fazer tudo do seu jeito e sempre implique com a Kitty, mesmo que involuntariamente. Também acho corajoso que mostrem Tommy e sua relação com Justin: o caçula faz o possível para que gostem dele, mas o executivo não aguenta mais a “inconsistência” do irmão, sempre tem que ir salvá-lo das drogas. Tem hora que simplesmente cansa estar sempre ali dando apoio ao irmão viciado.

E agora quero ver se ele viaja mesmo para o México para fugir do alistamento. Tomara que a série mantenha o ritmo!

Read Full Post »

Older Posts »