Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \31\UTC 2007

Mudando de opinião

Como já está ficando chato só comentar sobre Desperate Housewives e Brazil’s Next Top Model, fui atrás de outras séries para assistir e comentar aqui no blog. Como eu já havia dito, não sou muito de baixar episódios, mesmo porque nunca dava certo (só baixava episódios em RMVB, torrent sempre dava problema), mas agora que finalmente consegui, eu mudei de opinião.
A primeira série que baixei foi Pushing Daisies e já adorei! Graças ao bom Deus, ela não foi cancelada e terá uma temporada completa! Tá certo que só vi o piloto, mas é impossível que a série piore: ela é perfeita do primeiro até o último minuto. A fotografia maravilhosa, as atuações carismáticas, o roteiro inteligente… Como foi que eu tive a ousadia de perder essa série??? Parece que ela é um misto de Peixe Grande e Amélie Poulain, que é um dos filmes da minha vida.
Para não ficar só nessa, estou baixando Cane, Dirty Sexy Money, Dexter e Damages. Tem mais alguma pérola que eu deva saber?

Read Full Post »

Não é fácil

Assim que o episódio começou, imaginei que fosse ser um pouco monótono, já que centrar o principal assunto do episódio em uma fonte parecia um pouco arriscado. No entanto, o resultado final foi completamente positivo! Fazia tempos que não via comentários tão ácidos dos personagens de Desperate Housewives, como Ida falando sobre Bree e sua boa receptividade com os homossexuais (“Você tem um filho que saiu do armário e um marido que está procurando a maçaneta”), diálogos bem construídos (a discussão em que Susan recomenda Lynette a comprar tampões para casa na árvore, e quando pede desculpa à dona de casa por ter votado em Katherine), Andrew mostrando que continua a ser o egoísta que nós-adoramos-odiar… Tudo isso serviu para comprovar de vez a estabilidade dessa temporada.

Tá certo que tem uns errinhos aqui e ali, como por exemplo as fotos que o detetive contratado por Edie tirou de Carlos e Gaby (até parece que os dois, tendo um caso secreto, iriam se beijar na sala de janela e cortina aberta sabendo que tem alguém seguindo eles), mas dá para relevar. O mistério de Katherine, por exemplo, talvez vá evoluir agora que Bob e Lee deixaram claro que sabem do passado da dona de casa. Outra situação a se esperar é o nascimento do bebê de Danielle que, ao que tudo indica, nascerá no próximo episódio, botando um fim nessa gravidez falsa da Bree.

DESPERATE HOUSEWIVES – 4×05 “Art Isn’t Easy” exibido pela ABC

Read Full Post »

Embora ache o programa divertido, eu ainda torço para que Brazil’s Next Top Model corrija os seus erros. A edição é mal feita? É sim. A produção está manipulando e selecionando fotos ruins quando claramente existem melhores? Com certeza. O programa tem mais cenas do convívio das meninas do que da competição entre si? Sem dúvida alguma. Mas mesmo assim vale a pena assistir ao reality.

Parte desse ponto positivo se deve graças às constantes alterações do humor de Lívia (uma hora, alegre, outra, chorona, outra desesperada, e assim por diante), aos ataques de Erycka, e ao talento de Mariana Richardt (foto), responsável por ótimas fotos durante a competição. É triste ver que ao mesmo tempo em que se difere do original americana, possuindo o seu próprio “tempero”, o programa acaba tendo seus próprios problemas: como, por exemplo, os jurados que primam pela inconsistência (aprovar meninas com corpões, bundas de 1 metro, para logo depois eliminá-las), pela contradição (criticam uma menina por não ter auto-confiança, enquanto que criticam a aoutra por ser auto-confiante demais) e pela falta de conselhos (os jurados só criticam, não dão dicas de como as fotos podem ser melhoradas).
E esse acaba sendo o problema crucial do programa. Ao contrário da sra. Banks que é a criadora e a produtora executiva de America’s Next Top Model, Fernanda Motta é uma simples marionete. A modelo nem escolhe a “melhor” foto e muito menos “delibera” com os juízes sobre quem deve ir embora. Sua atuação no programa seria bem melhor se ela tivesse alguma liberdade. Os jurados nem riem enquanto estão na mesa do julgamento! Quem disse que é para ser frio e sério desse jeito? Pior disso tudo é ver verdadeiros potenciais para tops como Anaísa ou Rusllannia terem sido eliminadas no top 20, só porque acharam que Isabella e Danielle movimentariam a casa mesmo tendo 0% de chances de serem top models…

Mas enfim, o episódio dessa semana pelo menos foi melhor que o da semana passada. A sessão de fotos dessa semana teve um tema inédito (“Anos 70”, embora também tivesse a questão da força negra) e uma produção caprichada. A make-over poderia ter sido melhor, já que tiveram participantes que praticamente não mudaram nada (como Anne, Erycka, Lana e Karin), mas quem mudou teve um resultado positivo (Lívia, Mariana R. e Andréa). Isabella (foto) foi a eliminada da semana e não teria como isso ser evitado, já que a modelo não tinha o corpo necessário.
Me entristece já ver que semana que vem elas terão uma sessão de fotos em que estarão nuas posando com cobras (idêntica ao do Ciclo 1 de ANTM), mas com uma pequena diferença: todas terão que tirar fotos com a mesma cobra. A falta de verba é ruim, não é Sony?

Read Full Post »

Pestes

Se havia alguma dúvida a respeito da qualidade de Desperate Housewives, ela acabou de ser dissipada, pois o episódio da semana passada foi simplesmente muito bom! Apesar de não ter tido nenhum momento a ser realmente destacado (como a Lynette ninja do episódio anterior), o capítulo foi bem consistente.

Gostei muito das atrapalhadas da Susan com os novos vizinhos. Tá certo que o Lee foi um pouco grosso com ela (qual o problema dela não saber cozinhar?), mas foi engraçado vê-la se esforçando para tentar agradar aos vizinhos. Outro momento divertido do episódio foi o quadrilátero amoroso entre Edie, Carlos, Gaby e Victor. Pensei que o assunto fosse ficar muito desgastado, mas o episódio dessa semana provou justamente o contrário. E agora que Edie já sabe da traição do Carlos (muito genial a seqüência em que os quatro comem uma casquinha de siri, ou crab-cake que é o nome da doença nos EUA) quero só ver como essa situação se desenrolará.

Outro momento que deve reservar boas reviravoltas foi a descoberta de Phyllis sobre a gravidez falsa da Bree. Agora que a avó já foi tirar a neta do convento, não deve demorar muito para Danielle dar as caras em Wisteria Lane. A cara e a barriga, diga-se de passagem. Como a barriga da Van De Tramp vai ser camuflada? Não sei, mas certamente Bree terá uma idéia…

Também gostei bastante de mostrar o que o câncer pode fazer nas relações sexuais dos casados. Legal ver Tom confessando de que não gostaria de se sentir mal ao ter que fazer sexo com uma pessoa doente, ao mesmo tempo que Lynette se auto-proclama cancer bitch por não ter dado mais atenção aos interesses do marido. Com certeza, é o casal mais verdadeiro de DH e um dos mais bonitos da tv.

Para finalizar, a morte da Tia Lilly vai trazer resultados interessantes para que conheçamos mais sobre o mistério de Katherine. Até agora, não tenho pista nenhuma. Dylan não pode ter sido abusada pelo pai porque é muito óbvio. Também não pode ter sido trocada quando mais nova, pois além de soar muito Mulheres Perfeitas (a versão mais nova e mais trash de Stepford Wives), vai ter um quê de Zach Young, e eu acho que todos concordam que o Zach tá longe de ter sido um modelo de personagem a ser copiado…
DESPERATE HOUSEWIVES – 4×04 “If There’s Anything I Can’t Stand” exibido pela ABC

Read Full Post »

Parece que Brothers and Sisters me enganou bonito. O piloto maravilhoso me deu a impressão de ser uma excelente série, mas três episódios depois já tenho uma opinião mais concreta: a série é apenas boa. É daquele tipo de série que você pára para assistir enquanto procura alguma coisa boa para se ver na TV, sabe?
Nora (Sally Field) e a Kitty (Calista Flockhart) se desentendem todo episódio, mas sempre no final elas conversam e voltam a se entender. Qual é a graça disso? Para quê eu vou me importar com a resolução de um problema se no episódio seguinte já começa tudo de novo? Além de ser um momento desnecessário, acaba soando piegas demais.

Até que tem alguns personagens que sustentam a história como a Rachel Griffiths e o Matthew Rhys, mas no geral a série é mediana. O que me entristece é que a série é capaz de bem mais do que isso. Ou seja, se já era difícil eu conferir a série passando às 23h, imagina agora que eu percebi que ela não é essas coisas…

BROTHERS AND SISTERS – 1×04 “Family Portrait” exibido pelo Universal Channel

Read Full Post »

Desisto!

Depois de perder vários episódios, eu desisti de vez de Jericho. Vi os dois primeiros episódios e achei bem meia boca. Aí depois passei a trocá-lo pelo O Aprendiz e depois que o reality show do Donald Trump acabou fiquei com o horário vago. Mas, sinceramente? Não adianta: Jericho é muito ruim.
Pronto, falei!

Read Full Post »

Fiquei devendo a vocês um comentário sobre a semana passada do Brazil’s Next Top Model, mas hoje eu faço uma boa resenha do último episódio. E, aliás, comentários não irão faltar…

Acho que o programa está até indo bem. É uma boa opção para entreter e é divertido em alguns momentos, mas pode ser bem melhor. Primeiro, comecemos com a edição. O episódio passado teve uma montagem ridícula: cenas interrompiam outras, imagens de algumas meninas apareciam enquanto falavam de outras, chegou ao cúmulo de interromper uma conversa para mostrar Erycka mostrando os peitos no melhor estilo “paguei-peitinho-porque-a-audiência-tá-caindo”. Em relação a essa semana, melhorou bastante, mas tem muito que melhorar ainda (como assim no meio do bottom two eles colocam a Lana dizendo que “a máscara da Ana Paula caiu pra ela”? O que isso tem a ver com aquele momento?).

Segundo lugar, é a produção. Uma das melhores partes do America’s Next Top Model são os temas criativos e bastante caprichados, mas isso está longe de ocorrer com a versão brazuca. Não digo nem pela falta de photoshop, o que eu já acho um erro (cadê o glamour?), mas pela falta de inovação e ousadia. “Que sessão de fotos faremos com 12 meninas? Peraí! Sgnos é claro!”. Quanta criatividade… Aliás, melhor momento do episódio ocorre quando as meninas debatem sobre o que quer dizer “O futuro está com os astros.” Nunca o estereótipo de modelo burra caiu tão bem…

Agora vou fazer uma comparação entre o photoshoot da nossa versão com o do ciclo 4 do reality americano, que teve o mesmo tema:

Escorpião – Ana Paula Bertola e Brandy
Não sei a produção tentou boicotar a participante brasileira, pois vi ela fazendo poses muito melhores do que essa durante a photoshoot, então não sei bem o que aconteceu. Mas essa pose nunca deveria ter sido feita. Cadê o escorpião nessa foto? Cadê os membros retorcidos? Cadê o rosto fatal, venenoso? Fazer pose de quem está esperando o ônibus não vai te ajudar em nada… A modelo americana, por outro lado, tentou fazer alguma coisa. Tá certo que a pose é horrível e que ela acabou sendo eliminada depois de tirar essa foto, mas esforço conta, não é?

Leão – Ana Paula Costa e Noelle
Não vou nem comentar a sardas de festa junina da Ana Paula porque os defensores do maquiador Cláudio Belizário podem vir à tona (nada contra ele, mas que ficou dispensável, ficou). Vou criticar somente a falta de postura da modelo brasileira: a vontade de imitar o vigor, a força, a superioridade de um leão ficou na esquina, né? Indo pela onda contrária, Noelle captou o espírito do personagem, embora poderia ter se saído um pouco melhor.

Gêmeos – Andrea e Tatiana
Não sei se é má vontade ou falta de talento, mas essa foto da Andrea é problemática. Foi exatamente como Fernanda Motta disse: a foto é um completo nada! Ela como a gêmea boa está insossa e como gêmea má está canastrona. Talvez ela precise de algumas aulinhas com a Alessandra Negrini. Tatiana tentou fazer algo esteticamente mais bonito ao criar uma pose que unisse as duas personagens. Muito mais criativa e eficiente (mesmo que ela não tenha deixado os braços nos mesmos ângulos).

Peixes – Anne e Lluvy
Por enquanto, a única foto em que a participante brasileira ganha da concorrente americana, mas não se enganem. Isso se deve ao fato de que o filme da Lluvy foi excepcionalmente ruim! Até hoje não me esqueço da Tyra Banks dizendo que essa foi a pior foto da história do programa. Contra isso qualquer foto vence, não é mesmo?

Libra – Danielle e Christina
Que Danielle está longe de ser top model todos já sabem (já achei um absurdo ela ter sido selecionada depois que viram o seu 1 metro de bunda), mas após ver essa foto as pequenas chances dela diminuiram drasticamente. Não foi à toa que ela foi embora. A produção já foi sacana em mandá-la este vestido que alarga ainda mais o seu contorno, e o que ela faz? Mantém os braços grudados ao corpo para deixá-la ainda maior! A cara de “Meu Deus, o que estou fazendo aqui” só piora ainda mais a situação da concorrente. Talvez ela teria ido melhor se tivesse visto o trabalho que Christina fez ao usar os braços.

Aquário – Erycka e Michelle
Quando vi Erycka pela primeira vez, eu pensei que ela tinha um grande potencial. Afinal, é fácil ver beleza no mundo da moda, mas um rosto exótico às vezes é melhor. Mas isso está longe de ser a realidade dela. A modelo tem 10 de atitude e personalidade, mas tem 0 de talento. Vê se isso é foto decente? Totalmente desengonçada, sem porte: um desastre ambulante! No outro extremo, surge Michelle com a foto mais bonita da sessão em uma pose harmoniosa e bem executada. Fazer uma comparação entre as duas chega a ser vergonhoso…

Touro – Isabella e Keenyah

O pior a respeito dessa produção brasileira foi a falta de consistência: por quê as Ana Paulas tiveram que imitar seus animais correspondentes enquanto que Isabella teve de se tornar uma toureira? Porque não um touro? Entretanto, o resultado acabou não saindo tão vergonhoso quando comparado com as suas conterrâneas. Keenyah também fez um bom trabalho. Tá aí a prova de que se imitasse um touro, a foto não sairia rídicula (a menos que a modelo permitisse, lógico).

Sagitário – Karin e Brittany
Uma das poucas que realmente tem futuro no meio, Karin surpreende por ter uma boa pose, mas por ter uma expressão facial completamente nula. Se ao menos ela fizesse um uso melhor do seu adereço, assim como Brittany fez, ela poderia ter se saído melhor. Mas até que não ficou tão medíocre assim. Ficou na média.

Virgem – Lana e Rebecca
Acho que Lana também foi vítima de uma boicotagem da produção, já que vi fotos melhores do que essa enquanto ela fazia as suas fotos. Mas é certo que essa pose poderia ser melhor aproveitada, principalmente o rosto. Ela deveria saber que alguns ângulos não favorecem o seu rosto e esse é definitivamente um desses. Me surpreendi dela ter sido a primeira a ser chamada, o que só prova que a produção do programa é doida de pedra. Rebecca faz um bom trabalho, mas também acaba decepcionando.

Câncer – Lívia e Tiffany

Lívia foi uma das poucas a realmente surpreender. Antes não dava nada pela modelo, já que as inúmeras e grandes tatuagens com certeza atrapalharão a modelo, mas ela até que rendeu bastante durante o ensaio. O único motivo que justifica a foto de Tiffany ter saído melhor que a de Lívia, é o fato dela ter tido um adereço simulando um caranguejo, enquanto que a modelo brasileira teve de se limitar a usar as mãos.

Áries – Mariana Richardt e Kahlen
E é aí que a competição esquenta. Claramente, a melhor modelo dali, Mariana dá um banho nas concorrentes ao fazer uma pose melhor que a outra, recebendo elogios do maquiador, fotógrafo e toda equipe que assistia ao ensaio. Uma pena que a Fernanda Motta tenha criticado a menina por ser arrogante (no meio de tantas garotas insossas e que não possuem o menor talento, ser arrogante é o menor dos defeitos). Medo da concorrência, dona Motta? Mariana consegue se sair tão bem que supera até mesmo a ótima Kahlen, dona de ótimas fotos. Já é a grande favorita do prêmio e a real merecedora.

Capricórnio – Mariana Velho e Naima
Outra que também possui boas chances de chegar a final, Mariana V. faz um bom trabalho. Não sei o porquê dela não ter incorporado o personagem, mas pelo menos saiu-se melhor que Naima, a vencedora desse ciclo do concurso, deixando a favorita Kahlen em segundo lugar. Assim como disse Erika Palomino, Mariana só precisa ter atitude, já que o resto ela já tem. Uma pena que não se aprende a ter atitude…

Read Full Post »

Older Posts »